Arquivo de etiquetas: gramática

Gambiarras linguísticas para destravar a língua em alemão

Falar em alemão com desenvoltura pode parecer uma meta impossível. Conseguir processar tantos detalhes de gramática em tempo real exige muita energia mental mas essas gambiarras linguísticas vão destravar sua língua. Confira nossas dicas e nunca mais perca o fio da meada de uma conversa.

Continuar a lerGambiarras linguísticas para destravar a língua em alemão

1º Congresso da ABEG – Inscrições até 31 de maio

Atenção germanistas do Brasil afora! Anotem essas informações, caso vocês ainda não estejam sabendo dessa oportunidade de ouro.

Nos dias 09, 10 e 11 de Novembro de 2015 vai rolar o 1º Congresso da ABEG – Associação Brasileira de Estudos Germanísticos na Universidade de São Paulo (SP).

Além de ser o primeiro congresso da recém-constituída associação, o evento também marcará a comemoração dos 75 anos do curso de Letras/Alemão na Universidade de São Paulo [FFLCH/USP].

É uma excelente oportunidade para tirar aquele teu trabalho da gaveta sobre linguística germanística, tradução, literatura ou ensino de alemão como língua estrangeira e debater com interlocutores mais do que qualificados para enriquecer tua pesquisa.

As inscrições ficam abertas apenas até o dia 31 de Maio via formulário disponibilizado no site da ABEG. O valor das taxas de inscrição vão de R$50,00 [estudantes] a R$ 250,00 [docentes].

Vai que ainda dá tempo de preparar um resumo e se inscrever. É só não dormir no ponto!

Motivo #11: como pronunciar “ou” em inglês?

Falar inglês é fácil. Por exemplo, olha só essa listinha: thorough, through, thought, tough
É só uma letra de diferença, mas, na verdade, a mudança de pronúncia acontece na combinação de letras “ou”.
Um malabarismo nada sutil para uma língua “fácil de falar”, não?

image
(Fonte: Wikipedia)

Continuar a lerMotivo #11: como pronunciar “ou” em inglês?

Motivo #10: Comparativos irregulares do inglês

Nas suas aulinhas básicas de inglês, você deve ter aprendido que construir adjetivos comparativos é muito simples. Basta colocar um [-er] na frente e pronto! Mas quando o adjetivo é uma palavra “longa”, aí a regra é outra: é preciso usar more na frente do adjetivo.

Simples e óbvio, não?

Olhe mais de perto e você verá que não.

Olhe mais de perto
[Fonte: Foto de Laszlo Ilyes sob Licença CC BY-2.0]
Continuar a lerMotivo #10: Comparativos irregulares do inglês

Motivo #09: Tempos verbais mirabolantes do inglês

Por esses dias, tive dores de cabeça infernais sobre como usar o present perfect em inglês.

Consultei o Practical English Usage da Oxford e encontrei algo assim:

“Nós normalmente usamos o present perfect quando estamos pensando sobre eventos passados junto com seus resultados presentes. Contudo, é comum darmos preferência a um tempo verbal passado quando identificamos a pessoa, coisa ou circunstância responsável pela situação presente (por que estamos pensando na causa passada e não no resultado atual)”

Fala sério – e ainda tem gente dizendo que o alemão é uma língua difícil.

Continuar a lerMotivo #09: Tempos verbais mirabolantes do inglês

Motivo #08: Gramática e o jogo dos sete erros

Você ainda se lembra do saudoso “Jogo dos sete erros” da sua infância?

Você saberia explicar as regras para alguém que –  coff coff! – não sabe como funciona esse jogo?

Jogo dos sete erros

Temos duas imagens quase idênticas colocadas lado a lado. A graça é encontrar as diferenças de uma imagem para outra – sempre no número cabalístico sete.

Pois bem, é muito simples, não?

Parece apenas uma brincadeira infantil e inocente. Mas você já reparou como esse joguinho lembra muito certas concepções equivocadas de gramática que rolam por ai?

Continuar a lerMotivo #08: Gramática e o jogo dos sete erros

Motivo #04: Toda língua estrangeira é estrangeira

Essa é uma obviedade do tamanho do universo. Toda língua estrangeira é estrangeira e, portanto, diferente da sua.

Quando vamos estudar outra língua, precisamos partir desse princípio – sempre!

Ainda assim, a mesma história continua se repetindo.

Você está estudando alemão e encontra uma novidade diferente: dativo, genitivo, declinação de adjetivos, verbos no final, etc. Logo bate aquela frustração e você pensa: “Ah, mas em português não funciona assim!”.

Bom, é claro que não.

Continuar a lerMotivo #04: Toda língua estrangeira é estrangeira

Quais são as línguas mais difíceis de aprender?

Quem estuda uma língua estrangeira e começa a sentir as dificuldades, logo pensa: “essa deve ser a língua mais difícil do mundo”. O fato é que existem muitas línguas no mundo. Estima-se que esse número esteja entre 7.000 e 8.000.

Achar que justamente aquela é a mais difícil é tão ingênuo como imaginar que Deus nasceu justamente no seu país. Aí você pensa: “tudo bem, então quais são as línguas mais difíceis de aprender?”. Bom, essa pergunta sempre gera polêmicas.

Continuar a lerQuais são as línguas mais difíceis de aprender?