Por que a fonética do alemão soa tão pesada?

Por que a fonética do alemão soa tão pesada?

Já virou clichê dizer que a fonética do alemão é pesada, áspera e dura. É só você dizer que está estudando alemão que aparecem do bueiro mil palpiteiros perguntando se você vai fazer gargarejo, se vai falar cuspindo, arranhar a garganta e mais um punhado de estereótipos grotescos nada motivadores.

Weiter · Mais >>>

Palavras sem vogais existem no alemão?

Palavras sem vogais existem no alemão?

Você reclama que as palavras em alemão tem muitas consoantes, mas ainda não se deu conta de que uma palavra bem simples de uma certa língua fácil aí não nenhuma vogal. E aí, lembrou qual é?

Weiter · Mais >>>

1º Congresso da ABEG – Inscrições até 31 de maio

1º Congresso da ABEG – Inscrições até 31 de maio

Atenção germanistas do Brasil afora! Anotem essas informações, caso vocês ainda não estejam sabendo dessa oportunidade de ouro. Nos dias 09, 10 e 11 de Novembro de 2015 vai rolar o 1º Congresso da ABEG – Associação Brasileira de Estudos Germanísticos na Universidade de São Paulo (SP). Além de ser o primeiro congresso da recém-constituída associação, o evento também marcará a comemoração dos 75 anos do curso de Letras/Alemão na Universidade de São Paulo [FFLCH/USP]….

Weiter · Mais >>>

Motivo #10: Comparativos irregulares do inglês

Motivo #10: Comparativos irregulares do inglês

Nas suas aulinhas básicas de inglês, você deve ter aprendido que construir adjetivos comparativos é muito simples. Basta colocar um [-er] na frente e pronto! Mas quando o adjetivo é uma palavra “longa”, aí a regra é outra: é preciso usar more na frente do adjetivo. Simples e óbvio, não? Olhe mais de perto e você verá que não.

Weiter · Mais >>>

Motivo #08: Gramática e o jogo dos sete erros

Você ainda se lembra do saudoso “Jogo dos sete erros” da sua infância? Você saberia explicar as regras para alguém que –  coff coff! – não sabe como funciona esse jogo? Temos duas imagens quase idênticas colocadas lado a lado. A graça é encontrar as diferenças de uma imagem para outra – sempre no número cabalístico sete. Pois bem, é muito simples, não? Parece apenas uma brincadeira infantil e inocente. Mas você já reparou como…

Weiter · Mais >>>

Motivo #04: Toda língua estrangeira é estrangeira

Essa é uma obviedade do tamanho do universo. Toda língua estrangeira é estrangeira e, portanto, diferente da sua. Quando vamos estudar outra língua, precisamos partir desse princípio – sempre! Ainda assim, a mesma história continua se repetindo. Você está estudando alemão e encontra uma novidade diferente: dativo, genitivo, declinação de adjetivos, verbos no final, etc. Logo bate aquela frustração e você pensa: “Ah, mas em português não funciona assim!”. Bom, é claro que não.

Weiter · Mais >>>