Motivo #11: como pronunciar “ou” em inglês?

Falar inglês é fácil. Por exemplo, olha só essa listinha: thorough, through, thought, tough
É só uma letra de diferença, mas, na verdade, a mudança de pronúncia acontece na combinação de letras “ou”.
Um malabarismo nada sutil para uma língua “fácil de falar”, não?

image
(Fonte: Wikipedia)

Vogais do inglês

Em geral, as vogais do inglês são complicadas de aprender. Boa parte dos falantes não-nativos e das pessoas que aprendem inglês como língua estrangeira erram feio nas vogais.

Se a tua teacher ou o teu instrutor nunca te contou isso, então sinto muito te frustrar, mas provavelmente você deve estar pronunciado várias vogais erradas. Até porque o inglês tem três ou quatro sons diferentes para o que nós brasileiros ouvimos apenas como “A”.

Não está acreditando? Então dá uma olhada nessa tabela do blog Antimoon, que traz os símbolos fonéticos junto com as grafias correspondentes.

quantas vogais existem no inglês
(Fonte: blog Antimoon)

A pronúncia do inglês é um caos mesmo e é claro que existem motivos para isso. Mas hoje, eu quero me concentrar no caso específico da combinação “ou” em inglês.

Listen, please!

Antes de continuar com o assunto que interessa hoje, gostaria de fazer uma observação.

Por vários motivos, sempre achei complicado ensinar e discutir pronúncia apenas com descrições escritas, sabe?

Sempre fico com a impressão ruim de que as descrições não são nada fiéis aos sons em si. Vejo pessoas bem-intencionadas por aí fazendo mil contorcionismos para explicar como uma palavra ou uma sílaba deveria soar. Apesar de tudo, a pessoa que lê fica apenas com uma ideia vaga e nunca consegue saber exatamente se a pronúncia está correta.

Por isso, a minha recomendação é: ouçam!

Escutem sempre um exemplo sonoro concreto, de preferência pronunciado por um falante nativo e em um contexto natural. Locuções, filmes e publicidade podem ser uma boa pedida. Fujam de sintetizadores de voz com todas as forças!

Uma dica prática é usar as gravações disponíveis no dicionário LEO, que são bem confiáveis.

No caso dos posts aqui do blog, cliquem nos links indicados.

Sério.

Esse blog não tem anúncios de nenhum tipo, não está tentando te vender nada e nunca coloca um link não-checado. Sem ouvir amostras sonoras concretas, é meio perda de tempo ficar apenas com a parte escrita. E deixe a preguiça de lado! Seja paciente e apenas ouça – fará uma diferença enorme.

Pronúncias de “ou”

Você já deve estar se coçando de curiosidade para saber qual é todo o problema com o “ou” do inglês. Pois bem, vamos direto à resposta.

A combinação de letras (grafema) “ou” tem nada menos do que sete pronúncias diferentes em inglês.

Sim, sete.

E pensar que algumas pessoas resmungam que o “X” do português tem três pronúncias diferentes: “ch” (como em “xícara”), “ss” (como em “exceção”) ou “iks” (como em “fixo”).

Enquanto isso, o grafema “ou” do inglês pode ser pronunciado de sete maneiras diferentes. E eu não tirei isso da cartola, mas sim da Laura Elias, que lá do blog Pronunciation Coach. Como o próprio nome indica, a Laura trabalha com eliminação de sotaque em aprendizes de inglês.

Vou reproduzir aqui as possibilidades explicadas por ela com algumas adaptações para brasileiros – mas não deixe de ouvir a gravação disponível no blog dela!

  • ditongo “ôu” com “o” longo e “u” levemente pronunciado. Exemplos: your, court, though
  • “o” curto e aberto. Exemplos: thought, bought, cough
  • “u” longo. Exemplos: through, routine, group
  • “u” curto. Exemplos: could, would, should
  • um “a” meio fechado (na verdade, um som inexistente em português, é melhor você escutar com os próprios ouvidos!). Exemplos: cousin, enough, young
  • ditongo “au”: about, cloud, count, doubt
  • Schwa. É outro som que você precisa conhecer de outro ouvido. Em linhas grossas, é uma vogal meio indecisa entre “a” e “e”. Exemplos: courage, journal

Você provavelmente notou que as palavras que abriram esse post tem pronúncias bem diferentes. É claro que selecionei palavras de grafia semelhante para mostrar que não existe uma maneira lógica de deduzir como o “ou” será pronunciado. Varia de palavra para palavra e você precisa simplesmente decorar a pronúncia correta.

Variações regionais

Para completar a bagunça, existem alguns casos em que a pronúncia varia de acordo com a região.

Veja só a discussão desses dois caras em um post do Daily Writing Tips (que, aliás, registra  apenas quatro pronúncias diferentes para “ou”).

variações fonéticas regionais  em inglês
(Fonte: Daily Writting Tips)

O usuário apelidado Mark comenta uma confusão de pronúncias na lista colocada pelo post. Logo em seguida, o usuário Maeve observa que essas diferenças podem ser simplesmente porque eles vêm de regiões diferentes. Quando se trata de uma língua falada em tantos lugares diferentes como o inglês, isso é algo mais do que esperado!

Para fechar com chave de ouro, existe ainda o problema de palavras que são grafadas com “ou” no inglês britânico mas apenas com “o” no inglês americano. Considerando que existem palavras que tem grafia variável e outras com grafia fixa (sempre “o” ou sempre “ou”), aí a confusão fica completa.

Resumindo a história

Todo mundo gosta de dizer que o alemão é difícil por causa das consoantes. O que ninguém faz questão de lembrar é que a pronúncia correta das vogais do inglês é igualmente difícil. Se for para falar errado, então qualquer língua fica fácil.

aprender alemão

0 comentários a “Motivo #11: como pronunciar “ou” em inglês?”

Deixe um comentário!