Alternative Fakten foi eleita a Despalavra do Ano de 2017

A Despalavra do ano de 2017 são, na verdade, duas: Alternative Fakten. É o que deliberou o júri especialista da iniciativa Unwort des Jahres, realizada anualmente em Darmstadt.

Em bom português, Alternative Fakten é isso mesmo que você está pensando: fatos alternativos.

Inaugurado pela declaração infeliz de uma assessora da equipe de Trump, a expressão designa a tendência crescente e preocupante de substituir argumentos por afirmações impossíveis de serem comprovadas.

Alternative Fakten
Fonte: ToonPool

Ainda segundo o anúncio do júri do Unwort des Jahres, a decisão de eleger um empréstimo vocabular ainda menos corrente em alemão visa chamar a atenção para o perigo eminente dessa prática.

Na mídia alemã, não faltou quem notasse a falta de novidade, já que as discussões sobre a tal “pós-verdade” já vêm desde 2015.

Falar muitas línguas

De todo modo, a decisão vem fazer coro com outras associações congêneres em língua inglesa, que também colocaram os holofotes sobre a questão. A American Dialect Society escolheu como eufemismo do ano “alternative facts”, que aliás também conquistou o topo do pódio como Pior Palavra do Ano segundo a australiana Plain English Foundation.

Was bedeuten alternative Fakten
“O mundo eu faço como do meu melhor agrado”. Montagem parodia o bordão da personagem infantil Pippi Langstrumpf. Fonte: Gabyron’s Blog

Na conjuntura nada pacífica em que passa a Alemanha nos últimos meses, Alternative Fakten virou uma carta coringa usada por todo mundo sem exceção para criticar o que for.

A política migratória do governo, a ascensão do partido de extrema-direita AfD, a lambança da política de coalisão que garantiu a reeleição de Angela Merkel: absolutamente tudo cabe nos alternative Fakten em um mundo que precisa se esforçar para voltar a chamar mentiras pelo nome certo.

Despalavra do ano de 2017 Alternative Fakten
“Por que você mentiu para mim?” “Eu não menti para ti. Eram fatos alternativos”
Fonte: Twitterperlen

O que é o Unwort des Jahres?

Para quem não conhece, a iniciativa Unwort des Jahres (Despalavra do ano) nasceu como um correspondente irônico ao concurso Wort des Jahres (Palavra do ano) promovido pela Gesellschaft für die deutsche Sprache (Sociedade para a língua alemã).

Em via de regra, a »Despalavra do ano« é um termo que acaba ficando marcado pelo seu uso infeliz pela mídia e pela dita opinião pública.

Em boa parte dos casos, a despalavra é um eufemismo que propaga ideias antidemocráticas ou mesmo discurso de ódio mal-disfarçados.

A ideia básica é sensibilizar a população para o uso nada inocente de determinados termos pela mídia e também incentivar a discussão sobre como a seleção de palavras pode enviesar e distorcer a maneira como vemos os acontecimentos atuais no mundo.

Lista de Despalavras do Ano

Se você achou curiosa a Despalavra do Ano de 2017, então olhe as palavras selecionadas nos anos anteriores.

Em boa parte dos casos, é difícil entender a palavrasem conhecer o contexto por trás dela. De todo modo, a lista serve como uma fotografia interessante das grandes questões que atiçaram o debate público na Alemanha.

Confira:

  • 2016: Volksverräter (traidor do povo)
  • 2015: Gutmensch (altruísta)
  • 2014: Lügenpresse (Imprensa mentirosa)
  • 2013: Sozialtourismus (Turismo social)
  • 2012: Opfer-Abo (Assinatura de vítimas)
  • 2011: Döner-Morde (Assassinatos de Döner)
  • 2010: alternativlos (sem alternativa)

Footer_voltar

Deixar uma resposta